sábado, 8 de junho de 2013

A paixão por este fruto começou quando ainda era uma criança e brincava no quintal da minha avó enquanto me deliciava com esta maravilhosa iguaria pintando ao mesmo tempo os dedos de vermelho que denunciavam o "crime" que acabara de cometer.

Infelizmente com o tempo a fruta em questão: amoras, sejam elas de que variante forem, pretas vermelhas, amarelas ou outras quaisquer não foi sendo uma parte integrante da minha alimentação devido sobretudo ao preço que é comercializado em Portugal.

Numa das muitas visitas a um horto aqui da zona (Horto existente na Circunvalação, perto da Areosa, em frente à Liga Nacional contra o Cancro), enquanto que procurava por ideias de mudas ou plantas aromáticas para instalar na minha mini horta, deparei-me com umas pequenas amoreiras (cerca de 15 cm) a um óptimo preço diga-se de passagem. É claro que não hesitei nem um segundo, no mesmo momento trouxe 2 pequenas amoreiras uma de qualidade preta e outra vermelha de acordo com o funcionário do mesmo.


Impressionante mesmo foi o super crescimento desta planta (em questão a amoreira preta) que de um dia para o outro, em menos de um mês quase que triplicou de tamanho, brotando rebentos que dariam flores muito bonitas e passado cerca de 15 dias o pequeno fruto que hoje cresce e amadurece. Isto tudo em menos de 3 meses, achava muito mais difícil o seu crescimento.



Em cima a primeira flor espreita os primeiros raios de sol do ano.




No dia 26/05/2013 as flores já tinham dado lugar aos frutos que continuam a crescer e a amadurecer.



Uma situação que me espantou bastante na transplantação desta amoreira do vaso inicial aquando da compra foi o pequeno rebento na foto em cima avermelhado com cerca de 15 cm nesta altura (18/04/2013) e que passado cerca de um mês, como podem ver nas fotos a seguir, já se perdia de visto, ultrapassando neste momento a própria orla da varanda, galgando as hastes que sustentam o crescimento das mesma e sem dar até à data qualquer flor/fruto.



Vamos aguardar para ver o que sai desta haste vigorosa e decidida ao crescimento.

Entretanto irei actualizar este post sempre que for necessário, sobretudo na colheitas dos frutos que por esta data amadurecem e no desenvolvimento desta amoreira misteriosa.

3 comentários:

  1. Oi, como está sua amoreira? Quais os cuidados que você teve e qual o tamanho do vaso que você usou?

    ResponderEliminar
  2. Essa haste é pra cortar. Não vai dar nada e vai prejudicar o crescimento da outra.

    ResponderEliminar